E seu eu não estiver buscando nada?

Pôr do sol em Jeri/CE <3

Amanhã faz dois meses que iniciei minha viagem.

E mais uma vez me deparo com aquele problema do tempo, que sempre falo no Facebook… Não sei se dois meses é muito ou pouco. Mesmo. Aliás, desde que saí do meu “emprego normal”, no final de agosto do ano passado, venho me relacionando diferente com essa questão do tempo. Enfim. Mas de tudo, sabe o que é difícil de verdade? A saudade, claro, mas o que dói pra dedéu é quando eu vejo a incompreensão das pessoas que eu amo em relação ao que estou fazendo…

É tão comum eu ouvir coisas do tipo “espero que você encontre o que está buscando”, que as vezes eu penso “Pera! Eu estou buscando alguma coisa? Eu deveria estar buscando alguma coisa?? Por que raios eu teria que buscar alguma coisa??? Mas que diacho de coisa é essa????!”

Poxa vida! Qual o problema de simplesmente gostar de viajar, de compartilhar momentos, de conhecer coisas novas, de não ter aí uma rotina convencional e de ser abençoada com um trabalho que me possibilita ter essa flexibilidade? Meu trabalho vale menos só porque eu não tenho que bater ponto? Qual o problema de buscar outros padrões? E hey, isso não significa que não penso no meu futuro e que vou fazer isso “para sempre”. Eu só penso que não faz muito sentido pensar em “para sempre”. 🙂 Por enquanto, estou feliz assim e é isso que importa.

Quando iniciei minha caminhada rumo ao “descobrimento profissional”, ao sair de casa e mudar pra São Paulo, eu jamais imaginava que as descobertas seriam tão verticais. Que na verdade a jornada estava sendo interna e que eu, finalmente, rumava para sentir aquilo que eu tanto queria, mesmo sem saber o que era! (ai que confuso) Todo aquele siricutico que eu sentia foi acabando, à medida que eu fui fazendo escolhas que faziam sentido para mim. (melhorou?) E eu, finalmente, entendi que não interessa se eu tenho vinte e tantos anos e “ainda não sei o que vou ser quando crescer”. Afinal de contas, agora acredito/aprendi que o nosso ser é aberto e livre pra mudar. Sempre!

Logo quando eu cheguei em Jeri eu li este texto e gostei muito. Achei que resume bem algumas dessas questões que me rodeiam. E cheguei à conclusão que não me interessa saber exatamente o que vou estar fazendo daqui um, cinco, 10 anos. Eu só quero estar contente e com a sensação que estou vivendo os melhores momentos da minha vida, em total equilíbrio com o que faz sentido para mim. Simples assim.

Na real, eu acho tenho certeza que estamos passando por um momento de transição, um momento em que estamos revendo nossos gostos, nossos padrões de consumo, nossas reais necessidades, etc, etc, etc! Estamos pensando mais no próximo e no planeta. (Finalmente! \o/) A internet está aí e ainda estamos descobrindo as mil maneiras de usá-la. Tecnologia, minha gente! Todavia, ainda é muito diferente ver alguém optar por ganhar menos e viver aí em outro ritmo… Mas isso não é errado. Tão pouco é “o certo”, o “modelo a ser seguido”. Pelo amor! São só tempos de mudanças.

De verdade eu acredito mesmo é que devemos buscar o que nos deixa feliz. Entende?? Se você não estiver feliz fazendo o que está fazendo, seja lá o que for, se sente aquele vazio sem fim, penso que seria legal repensar alguns pontos. Mas nem de longe isso significa “largar tudo”, colocar uma mochila nas costas e partir. Ok? (Só que isso as vezes pode ajudar a clarear as ideias…hehehe) Ah! E só um lembrete… Nunca a sua felicidade estará atrelada ao consumo, à posse. Cuidado que isso é pegadinha. 😉

* Porque as coisas de fato valiosas são um pouco mais complexas: Raul Seixas – Ouro de Tolo

Anúncios

3 comentários

  1. Ai como é difícil não estar a procura de nada RS às vezes vejo as pessoas tão felizes com conquistas materiais que me questiono “em qual momento eu deixei de ser assim?” , não que ter mudado seja bom ou ruim, mas talvez minha vida fosse mais fácil se meus objetivos fossem apenas materiais :/
    Sei lá, estou confusa haha
    Bjs. Amei conhecer seu blog. Principalmente da maneira que foi ❤

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s