Sobre Reiki, autoaplicação e um diário que se formou

Lokah samastah sukhino bhavantu… _/\_ Cantinho que fiz na entrada do apto.

A primeira vez que ouvi falar de Reiki foi há muito tempo, eu era bem novinha, e foi quando a sobrinha da minha avó (ou minha prima de segundo grau, como você preferir – adoro esses trem de árvore genealógica), fez o curso. Tenho alguns flashes disso, lembro dela falando alguma coisa, lembro de ver a imposição de mãos e só.

Vida que segue, porque ela segue mesmo, sem preguiça, e a partir de 2013, ao me mudar para São Paulo, essas terapias holísticas lentamente voltaram a fazer mais parte do meu dia a dia e das minhas pesquisas. Até que ano passado, aqui no Rio, não me lembro como, conheci a Porto de Luz, que estava fazendo sessões de Reiki gratuitas uma vez ao mês. Entrei em contato com eles, agendei e depois foi só pegar um ônibus e um barco para receber essa delícia. ❤

De lá para cá, cada vez mais fui entrando em contato com essas paradas energéticas, lendo sobre os chákras e, naturalmente, comecei a pensar muito no Reiki, inclusive sentindo que talvez essa seria “a minha” técnica de cura… Então, há mais ou menos um mês, minha amiga Andrea (pra variar hehehe <3) me passou pelo Facebook o curso de Reiki que sua doula daria aqui no Rio. Pronto. Eu quero, pensei.

O curso foi no Parque Lage ❤

E durante o curso, qual foi minha surpresa ao ouvir que as mãos são como uma extensão do quarto chákra, chákra do coração, que é o meu “favorito”, aquele que em mim sinto mais energia e, igualmente, um desafio? Fiquei muito feliz e emocionada. ❤

Lá não somente aprendemos mais sobre o que é o Reiki, como também sua importância, como funciona, o seu reconhecimento perante as organizações de saúde, etc, etc! Entendemos que agora somos como um canal energético, sabe? E por isso é importante fazer o ciclo de 21 dias de autoaplicação de Reiki, com o intuito de limpar e aterrar essa energia, antes de começar aplicar em outras pessoas.

IMG_20170610_170730

Aí que eu resolvi fazer um diário e abaixo estão os primeiros sete dias. Hehehe Bora? 😉

❤ ❤ ❤

Dia 17 de junho de 2017 – dia gostoso de sol e temperatura amena.

Dia 1

Ontem, depois de uma janta gostosa com todos da casa <3, muito bate-papo e bom tempo, Thi e eu acabamos dormindo na sala mesmo, assistindo House Of Cards, eu no sofá e ele no colchão. Dormi bem e despertei por volta das 7h, sentindo-me super acordada. Não me recordo agora dos sonhos que tive. Escovei meus dentes (coisa que não tinha feito na noite anterior, então estava bem agoniada com isso), lavei a louça, Thi ficou por ali na correria habitual com a vassoura, conversamos e depois voltamos pra sala para terminar de ver o episódio de House Of Cards. Dormimos novamente (!!!) e só acordei por volta do meio-dia. Ouvimos música, comemos, conversamos, terminei – finalmente – o episódio, comprei minha passagem para Campo Grande (dia 4 de julho – estou super feliz ❤ ) e começamos a conversar sobre as próximas semanas, minha ida para Campão e a data da volta, bem como o destino (Sampa ou Rio?). A conversa se estendeu por horas, foi ótima e acabamos montando uma lista de tarefas a serem desenvolvidas nas próximas semanas.

Aí tivemos um desentendimento quando o assunto foi de como nos ajudaríamos/estimularíamos/cobraríamos um ao outro em relação ao cumprimento destas tais tarefas. Como abordaríamos isso? Caramba… Como é difícil se fazer entender às vezes, né? Mas passou. Ufa!

E como uma das coisas da minha lista era começar a autoaplicação dos 21 dias do Reiki, curso que fiz no dia 10 de junho, decidi que começaria hoje mesmo, sem choro nem vela.

Bom, eu estava com muito incômodo no corpo antes de iniciar a prática, peso na lombar, com ênfase no lado do ovário esquerdo, como se estivesse ovulando (coisa que acho que já aconteceu há uns dias, mas de qualquer forma, hoje tive fisicamente – com mais intensidade – os sintomas que geralmente tenho nessa fase do ciclo).

Coloquei este vídeo, fiz uns alongamentos rápidos e me sentei. Comecei com a respiração, pensando na minha presença e iniciei fazendo o Cho-Ku-Rei nas mãos, erguendo pra receber a lótus no topo da cabeça e voltando as mãos ao centro do peito na espera daquele calorzinho para iniciar.

Logo de início já me senti muito feliz, uma gratidão profunda e comecei a chorar. Mas isso de maneira leve e fluida. Sem pesar. Depois, em alguns momentos senti (como no dia do curso) aquele magnetismo de ímã mesmo, sabe? Terminei sentindo-me leve, sem qualquer dor, com sede, um pouco de frio e com vontade de ficar mais em silêncio. Sentar aqui para relatar isso foi bem natural, uma iniciativa bem espontânea. Gostei. Agora são 19h30 e vamos nos arrumar para jantar na casa de um amigo. Namastê!

Dia 18 de junho de 2017

Dia 2

Sonhos aleatórios, que não me lembro bem. Salvo um com meu tio Cláudio, onde a gente se encontrava e ele me levava para um lugar bonito, para eu conhecer. Não sei o motivo, mas eu estava feliz e ele emburrado – não que isso seja incomum vindo dele…hehehe

Whatever! Toda e qualquer intenção de guardar os sonhos que tive foram por água abaixo com a maneira doce e linda que o Thi me acordou hoje, um domingo lindo de sol. A doce princesa aqui ganhou flor, café na cama e muito mimo. ❤ ❤ ❤

O dia foi super delícia, acabamos dando uma passeada pra tentar achar pastel, mas morremos no mercado mesmo, e em casa tivemos uma conversa divertidíssima sobre umas ideias que Mozão e eu estamos tendo aí para um projeto… =D Conversamos sobre com a Pâmela, amiga que mora conosco, e ela se amarrou! \o/ Enfimmmm! Tudo no seu tempo e o de agora é amadurecimento, momento incubadora. Bora step by step, né? 😉

Bom, sentei para a autoaplicação perto das 19h.

Mais cedo eu havia enviado uma mensagem para a Cintia – mana maravilhosa que me iniciou no Reiki, e ela me sanou algumas dúvidas. Então dessa vez, iniciei como ontem – dia 1, porém, concentrei mais no Namastê (no início e no fim) e na visualização da lótus (início). A prática foi bem tranquila, ao som deste vídeo aqui, tive sensações leves e muito sono do terceiro chákra em diante, muitas vezes entrando em ensonhos, despertando só ao som dos sinos.

Acabou e eu estou como? Tranquilíssima, com sede e friozinho de leve.

Agora acho que vamos todos aqui assistir o filme “A Monster Calls” (tem no Netflix), indicação da Pam, que leu isso em um grupo que trabalha com Constelação Familiar… Caraca! Esse apartamento anda holístico num nível que vocês nem imaginam! hahahahaha

Dia 19 de junho de 2017

Dia 3

Não sei o que foi. Não sei o que me deu. Dormi bem – não me lembro dos sonhos, acordei bem, tomei um solzinho gostoso, uns movimentos de yoga aqui e ali, uma pesquisada em uns assuntos pra um projeto e de repente a coisa foi amarrando… A nhaca foi chegando e BUM! Bateu uma bad que tá até agora, mesmo eu tendo acabado de fazer a autoaplicação. Talvez seja a TPM adentrando o recinto, já que na próxima semana ela está aí, né? Quem sabe? Aguardemos.

Bom, hoje fui mais objetiva, pra não dizer impaciente, mesmo querendo de fato dar continuidade com a prática. Coloquei este vídeo, já sentei de coberta porque sentia frio (apesar dos ditos 24°C cariocas) e iniciei. Na maior parte do tempo permaneci bem concentrada, estado meditativo e assim seguiu até o último chákra, quando depois já comecei – pra variar – a dar umas dormidinhas de leve… Santo sino!

Agora chega de conversa que Mozão tá na cozinha e o cheiro dessa janta tá me enlouquecendo. Fui!

Dia 20 de junho de 2017

Dia 4

Hoje foi bem intenso. Não sei direito como explicar tudo. Na real, não tem como. Acho que ficaria desconexo.

O vídeo que usei foi este. Sempre os escolho de maneira aleatória – o que eu busco são as marcações a cada três minutos.

Puxa… Não sei por onde começar. Na verdade, não vou. Até mandei uma mensagem para a Ci… Acho que ela deve me responder amanhã. Então amanhã – talvez, atualize aqui. Tá? Caso eu tenha entendido alguma coisa a mais. Sei lá.

Mas resumindo foi o seguinte: senti mais vontade de me movimentar, mesmo estando sentada – como sempre, ora eu controlava, ora não. Muitas vezes em círculos, de um lado pro outro, essas coisas, sabe? Ao chegar no terceiro chákra, senti vontade de ficar dois tempos, e ao passar pro segundo chákra é que começou a avalanche de sensações… Lá fiquei quase três tempos…

Na prática de hoje me veio à mente muitas lembranças da infância, pensei muito na minha mãe. Por isso achei estranho, já que apesar dos pesares, não tenho dúvida que fui uma criança muito feliz, rodeada de muito amor. Vieram-me as lembranças mais confusas, de momentos mais pontuais… Será que as sensações que senti não eram – necessariamente – minhas? Na real, acredito que no fundo tudo isso não importa. Tudo se resume em uma só palavra: cura. E a cura não tem limites, ela não reside só em mim, ela não para só em mim, ela não acontece só em mim. Somos todos uma rede. Somos todos um. So-Ham.

*** Atualização com trechos da resposta MARAVILHOSA da Ci:

“É isso mesmo! O Reiki vai limpando suas energias para você começar a ser um doador de luz”.

“São 21 dias de limpeza, para você poder ancorar a energia, limpar o seu canal e conseguir ser um instrumento de cura”.

“Olha como nosso ego é danadinho! Você está precisando de uma limpeza emocional, volta lá atrás de algumas questões, mas nega isso quando diz que não são suas… Sim, são suas, você estava numa autoaplicação. E por isso que você precisa ir lá, olhar e integrar isso em você”.

Fim. Lidemos com verdades, não é mesmo, people? Pensem nisso como uma pequena parte da resposta incrível dela; foram mais de oito minutos de áudio.

Gratidão infinita, Ci. ❤

Dia 21 de junho de 2017

Dia 5

Hoje está sendo um dia especial. Na verdade, ele se transformou em um, já que não dormi nada bem e acordei “A Destruída S.A”. Tive sonhos ruins, despertei de noite e acabei levantando mega cansada. Porém, as sensações foram virando a partir da chegada da resposta da Ci, que acalmou de acordo meu coração – atualizei o relato anterior e expliquei um pouco.

E por fim, aquilo que vinha desenrolando meio confuso, passou! \o/ Fui tomada por uma alegria, ainda mais ao me lembrar de um evento lindo que rolaria logo mais, em alusão ao dia internacional do yoga, onde além de prática, teria também um bate-papo delícia com uma professora que conheci no Instagram e gosto muito, a @sasouzayoga, além de outras participantes.

Voltei de lá leve, leve e super de bem. E claro que todo esse sentimento me acompanhou na autoaplicação de hoje, que foi ao som deste vídeo aqui. ❤ E assim como já aconteceu em outros dias, muitas vezes me peguei sorrindo, me sentindo feliz e grata. Grata de coração, sabe?

Bom, agora é só seguir aceitando cada vez mais meu processo de cura, compreendendo todas as etapas e seguir. Seguir sempre, porque é isso, né? Um dia de cada vez. 😉

(Ahhh!! Espera. Preciso escrever aqui um troço pra ver se me ajuda a lembrar na hora que preciso: eu quero fazer Reiki nas minhas refeições. Reiki nas refeições. Não se esqueça disso. Vai, Bruna! Força! Vê se registra isso de maneira eficiente! Reiki nas refeições. Reiki nas refeições. Reiki nas refeições.)

Dia 22 de junho de 2017

Dia 6

(Oooops! Acabei de ler o último parágrafo anterior e…nada. Não lembrei uma única vez de aplicar o Reiki no alimento. Poxa vida…!!)

Estou sentada aqui em frente ao computador para escrever logo depois de acordar. Sim, acordar… Eu acordei e estava segurando meus pés, último ponto da autoaplicação. Lembro bem até meados da aplicação no segundo chákra, depois já começou a falhar e do primeiro chákra, pros joelhos e pé*, não sei. Não me lembro. Mas estou super tranquila, leve e feliz. Contente mesmo, sabe? Zero culpa ou decepção por ter dormido. E além do mais, o dia foi ótimo e cheio de amor fraterno. Coisa linda! ❤ ❤ ❤

O vídeo que me embalou foi este. E pensando agora, engraçado como ele retratou exatamente meu estado de espírito nessa autoaplicação de hoje. Tanto que quando eu me despertei, ele já tinha até acabado. De certo que foi dormir também!

Tive sensações leves, uma onda bem boa e um insight de me arriscar aí em um departamento específico da minha vida… Me veio a mente uma situação super possível e que pode me ajudar a superar o medo da exposição, do julgamento… Medos mega bobos, aliás, né? Mas veremos… Vamos ver se tenho coragem de fazer o teste… Amanhã, quem sabe?

* Sentada em lótus, faço o seguinte caminho na autoaplicação: olhos, ouvidos, nuca, pescoço, peito, seios, boca do estômago, umbigo/ventre, períneo, joelhos e pés. Ou seja, dormi na reta final, viu??? E terminei direitinho mesmo assim. Yeaahhh!

Dia 23 de junho de 2017

Dia 7

Lá se foi a primeira fase da autoaplicação.

E gostoso é pensar que nem por um dia eu pensei “Ahhh… Que preguiça de fazer. Não quero…” Necas. Todos os dias foram um prazer, uma satisfação mesmo. Sempre mais ou menos no mesmo horário, tirando os últimos, que aconteceram tudo depois das 22h. Pra próxima etapa eu quero tentar uma parada mais diurna… Vamos ver se eu consigo. Desafio, né? Porque eu me sinto muito melhor pela noite. Sempre foi assim. Mas tudo bem também.

Em relação à aplicação do Reiki no alimento, no café da manhã eu cheguei a lembrar enquanto preparava, só que depois simplesmente desapareceu esse pensamento da minha cabeça. Não fiz. Muito lesa mesmo. Quaaaaaase deu.

Fiz a autoaplicação na sala dessa vez, ao som deste vídeo e foi tudo bem tranquilo, sensações leves e adivinha quem dormiu de novo, depois do segundo chákra??? o/ Na real, comecei a embarcar na metade do terceiro… Curioso que eu não apaguei a vera mesmo, como no dia 6, sabe? Eu estava meio consciente, não sei explicar. Mas estava dormindo. Deu pra entender? Essa sou eu em muitos momentos na vida, aliás. Você vai olhar e achar que tô acordadona, mas eu tô é dormindo. Sou muito boa nisso! Enfim. Foi bem gostoso, fiz tudo, terminei e poft. Caí pro lado pra dormir mesmo. FIM.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s